Crônicas de Vëlimir
Seja bem vindo, ó nobre aventureiro ~! Que os bardos cantem a vossa glória na jornada que se apresenta diante de ti.

Inscreva-se no universo de Vëlimir e venha vivenciar diversas aventuras ao lado dos Guardiões dos Elementos!

Conheça o Universo de Vëlimir e divirta-se!

Venha participar do universo de fantasia de Vëlimir no RPG "Os Guardiões dos Elementos"! Torne-se um novo herói ou um vilão e deixe aqui a tua marca ~!

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Castelo Branthèse

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 3 de 9]

1 Castelo Branthèse em Sab Out 10, 2015 10:24 pm

Achlys

avatar
Achlys
Achlys
Relembrando a primeira mensagem :



Última edição por Achlys em Sex Jul 21, 2017 7:22 pm, editado 1 vez(es)





- ❇ the gods play their games
http://cronicasdevelimir.ativo-forum.com/forum

51 Re: Castelo Branthèse em Ter Jul 26, 2016 2:52 am

Alaena

avatar
Admin. Alaena
Admin. Alaena

Ela sorri para a mãe e depois para Demitri, as garotas que observavam e suspirava passando completamente despercebidas por si .

-Vamos entrando?- Ela sugere em voz baixa. Os fotógrafos já começavam a lhe perturbar, mas um Altzhëil que parara na entrada tinha os fotógrafos se virando.



Ela solta uma risada de dentro do veículo e abaixa a tela preta que separava a parte da frente da de trás.

- Boa sorte crianças, vocês vão precisa! - Ela pisca os um olhos para ele e, apertando um botão, as portas se abrem na vertical e ela sai do banco de motorista em um só movimento, andando até ficar do lado do manobrista e próximo ao começo do espaço dos fotógrafos. Sorria enquanto esperava Al e Valary saírem, mas estava bem atentada ao que ocorria ao seu redor.

 
Ele inspira profundamente e mostra um sorriso nervoso a Valary.

-Chegou a hora. - Ele diz e sai do carro, causando os fotógrafos, jornalistas e convidados presentes a explodiram em comentários e flashes cegantes. Alguns até tentaram chegar mais perto, mas mal colocaram um pé para fora da área reservada aos jornalistas e suas câmeras se liquefazeram com a energia nuclear, cortesia de Erin.




I burn, I freeze; I am never warm.
I am rigid; I forgot softness because it did not serve me.
http://ladyrosier.tumblr.com

52 Re: Castelo Branthèse em Ter Jul 26, 2016 3:12 am

Elyss

avatar
Admin. Elyss
Admin. Elyss


"Apresentando a Duquesa Michélle Malebranche, herdeira da Grande Casa de Larrystein"

O anúncio soou por todo o salão, e se as conversas já voltavam a serem calorosas, podia jurar que algumas simplesmente foram silenciadas. Provavelmente, não precisaria de uma grande apresentação, já que, para o bem ou para o mal, tudo nela gritada Larrystein: o cabelo, os olhos, o rosto e, em especial, a serpente que prendia a parte de trás do cabelo, com seus olhos brilhando.

Ela atravessou o salão com calma, fazendo questão de parar e falar com aqueles que vinham até si e, mais ainda, de acenar para aqueles que tentavam desviar o olhar, com os nomes na ponta da língua. A simpatia era calorosa, encantando aqueles que não a conheciam e enchendo de cautela aqueles que já sabiam o peso que seu nome carregava. Procuravam a pegadinha por trás de suas palavras, perguntas e sorrisos, mas a maioria falhava, e os mais sábios se reservavam a conversar por pouco tempo com ela e procurarem qualquer motivo para se afastarem. Assim, ela continuou andando entre a multidão, e se qualquer jovem nobre engraçadinho tentasse se aproximar demais, o sibilo ameaçador de seu pente era o suficiente para afastar a ideia.

Cumprimentou tanto Len quanto Sophie com naturalidade e educação, fazendo questão de elogiar tanto a festa quanto o casal, ainda que evitasse qualquer menção a comentários maldosos acerca do par do Rei - ela os sabia de có, mas sabia que não cabia a ela fazer menção a qualquer um deles, estando ali só para verificar se estavam certos ou não. A garota não parecia um monstro, uma bruxa pronta para tomar a coroa ou algo do tipo, e, até onde Michélle sabia, haviam pessoas naquele salão que eram muito piores do que uma ex-criminosa.



Ele assente e estende o braço para que Lotti o segurasse e entrassem juntos como um casal, esperando a deixa de Ashley para só então seguirem para dentro do palácio. A Ministra ainda falou com alguns conhecidos na entrada, mas ao notar o incômodo da filha não demorou a dispensar os fotógrafos - que, de maneira impressionante ou simplesmente sensata - fizeram como lhe foi pedido e entrar no salão.



Ela acompanha o sorriso de Alphonse, mas certamente não com a mesma segurança que o mesmo.  Saiu do carro lentamente, grata por ter Erin perto o suficiente para garantir alguma forma de segurança.

O que não impediu que arregalasse os olhos frente a multidão de fofoqueiros que começavam a usar os flashes sobre o "pequeno casal". Ora raios, não viam que se tratavam de duas crianças?



Última edição por Elyss em Ter Jul 26, 2016 11:16 am, editado 1 vez(es)




Because the Dazzling Sun
http://scattered-rose.tumblr.com/

53 Re: Castelo Branthèse em Ter Jul 26, 2016 3:47 am

Alaena

avatar
Admin. Alaena
Admin. Alaena

"Apresentando a sua graça a Grã-Duquesa Yerina Augusta, das Grandes Casas de Lagrimven e Hyperion, e seu filho, Lorde Perseus, herdeiro da Casa de Hyperion."

Após a chegada de Michélle Larrystein, tudo o que o salão precisava para voltar aos seus comentários era ter em vista a Senhora e o Herdeiro de uma das famílias mais antigas, nobres e douradas de Ekalyon. Yerina trabalhava arduamente para recuperar essa fama e legar algo melhor ao seu único filho, mas, sozinha, dificilmente conseguiria apagar séculos de história. Com seu era simples, roxo, com uma capa que arrodeava os ombros e estava presa ao vestido, com o fundo todo bordado em fios dourados. No cabelo preso em um penteado que caia pelo seu ombro, repousava uma pequena tiara de ouro, ametista e pérola, assim como seu bracelete. Clássica, elegante e discreta. E muitos poderiam a odiar pela família na qual fora forçada a se casar, mas muitos outras a admiravam: a mulher que sobrevivera - e vencera - Draco Hyperion.

Em seu braço estava um muito desconfortável Perseus, a quem ela teve de discretamente apertar e bater para ele lembrar-se dos bons modos e para impedi-lo de novamente afrouxar a gravata verde, em contraste como paletó todo preto, com o brioche de escorpião.

Caminharam até o rei e o cumprimentaram como a etiqueta mandava. O monarca era jovem e inexperiente, porém possuía conselheiros sábios e, quem sabe, não seria tão popular quanto a Rainha Yuna algum dia? Yerina não podia julgar a jovem Sophie, não quando o histórico da família da qual representava era tão negro quanto o dela e o dos Artwaltz. Teve de lançar um olhar censurados para pé do filho quando saía da frente do  para Perseus lembrar-se de nao envergonhá-la.

Ela roda os olhos com a reação dos jornalistas e coloca uma mão no ombro de Valary e outra no de Alphonse.

- Chega de fotos de sua alteza por hoje, ele e sua acompanhante insistem! Os que tirarem a partir de agora terão isso acontecendo com sua câmeras.- E, dizendo isso, ela usa a energia para aquecer e liquefazer a filmadora de um jornalista de uma revista sensacionalista, cujos comentários eram absurdos. Os flashes diminuíra quando viram o que aconteceu, mas o atacado virou para si com ódio, exigindo uma restituição. Erin apenas abriu um largo e vicioso sorriso.- É claro. Só me contatar: Erin Harway.

Falou alto suficiente para a ouvirem e para perceberem o tom, a ameaça velada. Não faria nada de fato, mas o medo fora o suficiente para os flashes se virarem para outros convidados.

-Me agradeçam depois.- Ela afirma com um sorriso, em voz baixa, e os empurra levemente adiante.




I burn, I freeze; I am never warm.
I am rigid; I forgot softness because it did not serve me.
http://ladyrosier.tumblr.com

54 Re: Castelo Branthèse em Ter Jul 26, 2016 11:16 am

Elyss

avatar
Admin. Elyss
Admin. Elyss


Ela pisca, surpresa com a eficiência em Erin de saber exatamente o que os estava incomodando, ainda que ela se resumisse a agradecê-la mentalmente. O comportamento de Erin ainda ficara marcado, e Valary era do tipo que costumava a se prender nas primeiras impressões. Bem, agora ela iria ter que lidar com pessoas que não só se prendiam a elas também, como, mais ainda, achavam que eram o necessário para se julgar uma pessoa.

Procurou a mão de Al para segurar nela e, além de ter segurança, não ser empurrada pelo grande número de pessoas que também procurava entrar no salão. Aparentemente, um grupo na fila estava se demorando na apresentação.



"Apresentando a Sua Graça a Grã-Duquesa Ashley Rowena, da Grande Casa de Wynvernihs, Ministra de Hydrogus à serviço de sua majestade e sua filha, a Duquesa Charlotte Holly, herdeira da Grande Casa de Wynvernihs e Lamperouge, acompanhada do senhor Demitri Dietrich Artwaltz Rainsworth, Sargeant do reino de Ekalyon."

Não se importou de demorar mais, fazendo questão de que o empregado pronunciasse todos os títulos corretamente e sem deixar faltar nenhum. Talvez até tivesse feito um favor ao par da filha, mas estava mais preocupada em ter certeza de que Charlotte fosse apresentada de acordo. A filha já não participava muito de eventos assim, então, quando aparecesse, mesmo que acompanhada de tal maneira, ela deveria ser agraciada com tudo que lhe fosse de direito.

Ao andar pelas pessoas até chegar até o Rei, ela não se demorou muito para conversar com aquelas que vinham falar consigo, despachando-as sem muita cerimônia para que pudesse continuar a andar. Aqueles que não compartilhavam de nenhuma simpatia por si se reservavam a apenas sair de seu caminho enquanto passasse, evitando encará-la ou observando-a com cautela.

Pôs-se diante de Len com a filha ao seu lado, a meros passos atrás de si, curvando-se respeitosamente diante do jovem rei e de seu par, realizando todas as cortesias que precisava, sem deixar que seu rosto transparecesse qualquer outra coisa que não neutralidade e respeito. No entanto, qualquer um sabia que Ashley era do tipo que guardava rancor com facilidade, especialmente àqueles que ameaçaram sua família, e nem mesmo Sophie, ao lado do Rei, com o irmão acompanhando a própria Charlotte, estava à salvo disso.

- Majestade, senhorita Artwaltz. - ela os cumprimenta.




Because the Dazzling Sun
http://scattered-rose.tumblr.com/

55 Re: Castelo Branthèse em Ter Jul 26, 2016 12:26 pm

Alaena

avatar
Admin. Alaena
Admin. Alaena

Após vários rostos desconhecidos e poucos conhecidos hostis, dada as devidas exceções, ela estava imensamente grata de ver o irmão e Lotti, ainda que tivesse plena certeza do fato de que Ashley estava sendo educada consigo somente por estarem em público, e ela acompanhando o Rei. Não a culpava, a nenhum deles, na verdade, não havia ninguém a culpar se não a si própria por ter acreditado nas promessas vazias de um demônio. Mas aquilo foi no passado, e agora ela sabia melhor, faria melhor.



"Apresentado Sua Alteza Real, Príncipe Alphonse VII Dietfried Haeltrümd Hevelthrim, Arquiduque de Ralion e o acompanhando a Senhorita Valary Von Tésheen, Sargeant do Reino de Ekalyon

Naquele momento, os olhos viraram-se para mais um membro da realeza que chegava, e ele conseguia ver a reação dos presentes ao ver quem o acompanhava, até uma exclamação assustada e outra indignada do nome de Valary. Alphonse instintivamente aproximou-se dela, segurando mais firme seu braço quando começaram a atravessar o salão e pessoas de todos os lados vieram falar consigo, pessoas que nem conhecia, de reinos distantes. Mantinha o semblante de austeridade por fora, mas por dentro estava nervoso, e sentindo-se um pouco. Era seu primeiro grande evento desacompanhado dos pais.

E dessa vez, ele sabia que estava sozinho com Valary. Erin pusera um basta no abuso das fotos porque o Rei de Ralion valorizava a privacidade de Alphonse, e muito, especialmente por ser tão jovem e porque o próprio Alphonse desgostava da exposição. Mas isso era seu dever como príncipe e Rei, tinha de aprender a navegar a situação e dominá-la.




I burn, I freeze; I am never warm.
I am rigid; I forgot softness because it did not serve me.
http://ladyrosier.tumblr.com

56 Re: Castelo Branthèse em Ter Jul 26, 2016 2:28 pm

Elyss

avatar
Admin. Elyss
Admin. Elyss


Seu carro chegaria logo depois, mal estacionando para que os fotógrafos, antes mais calmos pela intervenção de Erin, voltaram a ficar de pé e a amontoarem-se em volta do veículo. As cores, o brasão na prataria, todos os sinais só podiam indicar uma coisa: Lady Astrid Von Crimson, a Embaixadora de Loriath. Saiu do carro com uma expressão solene, olhando em volta rapidamente e só então permitindo que alguns poucos se aproximassem com as perguntas.

Sua filha ainda não havia chegado, e não faria nada bem ficar parada esperando ela sem fazer nada além de se preocupar. A mensagem que recebera em seu aparelho no caminho da viagem, indicando que o sinal para a partida da jovem havia sido lido, deixava claro que ela já deveria estar a caminho. Pelo menos, tentaria parecer mais simpática ao falar com aquelas pessoas - os deuses sabiam o quanto o campo de batalha da política envolvia esses embates de aparência, e, talvez, por ter noção disso é que fora escolhida como embaixadora de seu reino.

De maneira neutra, ela procurava responder as perguntas que lhes eram dirigidas, evitando ou desviando de assuntos específicos como os planos econômicos, comércio, ou quaisquer opiniões pessoais que pudessem ser negativas. Não comentou sobre o par do rei, os comentários que envolviam sua filha e o príncipe Reynald, também convidado para a festa, e mesmo aquelas insinuações direcionadas contra Deiryne.



Parece ser pouco descreve que a chegada de uma carruagem dourada na entrada do palácio chamou a atenção de todos. Foi exatamente isso que aconteceu, mas é impossível descrever com certeza a intensidade do alvoroço. Fotógrafos sobre fotógrafos procuravam espaço para as imagens, os mais distantes querendo ver de quem se tratava tamanho exagero e outros, mais experientes, já reconheciam as cores e os símbolos cravados no transporte. O príncipe de Aurelis, é claro.

Ele desceu da carruagem com calma, preocupando-se em ajudar Clarisse a sair da mesma antes de reservar a atenção aos fotógrafos e conhecidos que se aproximaram. Ele agia com naturalidade na frente das câmeras, com sua natureza carismática cativando todos que se aproximavam. Eram muitos sorrisos, e até poses para as fotos que estampariam os jornais do dia seguinte, provavelmente falando sobre o casal mais lindo da festa - e rivalizava com poucos em questão de afeto e simpatia, além de não ter competidores em quesito de exuberância.

Ele esperava a deixa de Clarisse para que continuassem seu caminho e entrassem na festa, querendo fazer questão de ela estava confortável e bem.



Última edição por Elyss em Ter Jul 26, 2016 3:04 pm, editado 1 vez(es)




Because the Dazzling Sun
http://scattered-rose.tumblr.com/

57 Re: Castelo Branthèse em Ter Jul 26, 2016 3:01 pm

Alaena

avatar
Admin. Alaena
Admin. Alaena

Auxiliada por Leonard, Clarisse desceu da carruagem de cabeça erguida, uma não junto a do namorado e a outra levantando o vestido. Tamanha era a prática que nem olhava para o chão, nem tremia no topo dos saltos, e um sorriso gentil brincava em seu lábios. Naquele momento não podia haver falhas, ou desgosto pela exposição explícito, só sorrisos e respostas educadas aos jornalistas e cumprimentos afetuoso aos conhecidos que vinha falar consigo.

- Vamos?- Ela indaga a Leo quando o tumulto já havia diminuído o suficiente para entrarem sem nenhum alarde.




I burn, I freeze; I am never warm.
I am rigid; I forgot softness because it did not serve me.
http://ladyrosier.tumblr.com

58 Re: Castelo Branthèse em Ter Jul 26, 2016 3:09 pm

Elyss

avatar
Admin. Elyss
Admin. Elyss


O coração estava na mão com aquele mar de pessoas que se aproximava para falar consigo - melhor, que se aproximava de Alphonse com seus interesses. Ela teve de se segurar para não fazer uma careta de nojo frente ao verdadeiro assédio do jovem príncipe, preferindo manter uma faceta altiva e neutra, mas não necessariamente calma. Estava cautelosa, fazendo questão de deixar os olhos trabalharem mais do que a boca.

Claro, apesar de se aproximarem por causa de Al, isso não quer dizer que ela fora ignorada. Muito pelo contrário: as pessoas se aproximavam por causa de Al, mas vinham falar consigo. Puxavam conversas frívolas, como se suspeitassem que ela só estivesse interessada em roupas e em assuntos banais, como se não tivesse idade - ou pior, intelecto - para falar de qualquer outra coisa. No entanto, havia aqueles senhores e senhoras nobres mais velhos, que demonstravam-se insistentes em se manterem no caminho dos dois, provavelmente aproveitando-se de que uma criança como Alphonse não os despacharia por educação ou receio. Não contavam com ela estar ali.

Ela podia contar nos dedos quantas pessoas foram pegas de surpresa com sua intervenção ao relembrá-los de que precisavam cumprimentar o Rei, fazendo algumas caretas em sua direção. Ela podia praticamente ouvir o que estavam pensando: como ousa?? ressoou em sua cabeça, mas ela não desviava o olhar até que lhes dessem passagem, repetindo o mesmo discurso quantas vezes fosse necessário e o quão insistentemente tinha de ser para que deixassem Al em paz. Alguns até se afastavam com uma vênia, e ela não estava tão certa se era por educação ou para zombar dela, mas não importava.



Ashley se afastou lentamente, e ele recebeu também Charlotte e Demitri, trocando com este último um olhar mais demorado do que o normal. No final, não houve uma piadinha, uma ameaça velada ou nada do tipo, recebendo toda a educação que podia exigir como Rei. No fundo, atribuía esse respeito mais pela própria Sophie, que apesar de variar na expressão dependendo do convidado, parecia radiante ao ter certeza de que o irmão estava ali.

Em seguida, ele se preparou para receber Alphonse e Valary, esperando que se aproximassem para cumprimentá-lo. Quis intervir e garantir que chegassem até si inteiros, mas constatou que: 1º seria inapropriado mobilizar algo do tipo, atraindo o tipo de atenção que nenhum deles gostaria; 2º porque pareciam estar conseguindo lidar muito bem com os nobres que se aproximavam.

Quando chegaram até ao, trocaram as cortesias e seguiram o protocolo reservado aos membros da realeza na linha para o trono. Procurou ser simpático, sem que exigisse muito ou forçasse o jovem a conversas ou temas que não fossem interessantes ou não tivesse domínio.




Because the Dazzling Sun
http://scattered-rose.tumblr.com/

59 Re: Castelo Branthèse em Ter Jul 26, 2016 3:12 pm

Alaena

avatar
Admin. Alaena
Admin. Alaena


"Apresentando a senhorita Erin Niennor, da Grande Casa da Harway, a Caçadora Vermelha, Lorde do Reino de Ralion."

Descendo as escadarias e adentrando o salão, ela apenas sorriu ao ouvir os murmúrios surpresos, outros assustados e mais outros ainda maldosos, Lady Harway, quando perdera o direito ao sua herança e títulos. Ela não sabia o que eles achavam tão ruim quanto ao fato, mas poucos deles tinham um cérebro pensante mesmo. Cumprimentou o Rei e seu par - pobre garota, sobre escrutínio de todos os presentes, Erin não a invejava - com um sorriso e uma vênia breve antes de se retirar e pegar uma taça de champanhe no caminho.




I burn, I freeze; I am never warm.
I am rigid; I forgot softness because it did not serve me.
http://ladyrosier.tumblr.com

60 Re: Castelo Branthèse em Ter Jul 26, 2016 4:04 pm

Elyss

avatar
Admin. Elyss
Admin. Elyss


- Mas é claro. - ele responde, ainda visivelmente alegre e, francamente, de maneira artificial como reservava a fotógrafos, fofoqueiros ou qualquer outra pessoa que desse atenção demais para sua aparência. Se queriam um ator, ele sabia como dar para eles um.

Entraram com calma até o salão, fazendo questão de cumprimentar aqueles que vinham até si para cumprimentá-lo até chegar ao anunciante.

"Apresentando Sua Alteza Real, Príncipe Leonard Siervard de la Valliére, da Casa Real de Gallia, Príncipe de Elthios e herdeiro do trono de Aurelis, acompanhado da Duquesa Clarisse La Blanck, da Grande Casa de Ashënnbert Vi Alstraim."

Ele acena ainda em cima da escada, transbordando energia e carisma. Talvez sua área de expertise não fosse a política propriamente dita, e apenas por hora, como ele gostaria de acreditar, mas ele sabia lidar muito bem com as pessoas. Era difícil não gostar do príncipe em uma conversa direta, então os que não compartilhavam de nenhum afeto se reservavam a manter a distância.




Because the Dazzling Sun
http://scattered-rose.tumblr.com/

61 Re: Castelo Branthèse em Ter Jul 26, 2016 8:59 pm

Alaena

avatar
Admin. Alaena
Admin. Alaena

Como seu próprio cumprimento ela apenas abaixa a cabeça por alguns instantes, levantando logo em seguida. A descida pelas escadarias foi tranquila, mas a partir do momento em que pisaram no salão foram cercados de todos os lados por pessoas. Jorravam-lhes elogios, como era de se esperar, além de alguns questões mais embaraçosas como se o casamento já estava marcado, o que ela achava das atuais políticas de como provável futura Rainha, como ficaria o futuro de sua Casa se partisse para o outro reino. Nesses momentos Clarisse agradecia por ter passado tempo o suficiente com a mãe para saber como responder à essas perguntas cretinas, ainda que fosse muito mais simpática o fazendo do que a própria Mariabelle.

E foi falando com todos e avançando com habilidade que chegaram, enfim, ao Rei e Sophie, cumprimentando os dois com um sorriso verdadeiro.


A chegada do carro dos Aelroth significava que a mídia ia ter muito do que falar nos próximos minutos. Os três garotos saíram do carro primeiro, e Nikolai e Alzack se preocuparam em, antes de qualquer coisa, falar com a mídia. Já Vesimir saiu direto para falar com os jornalistas, posando para as fotos e respondendo às perguntas com animação.




I burn, I freeze; I am never warm.
I am rigid; I forgot softness because it did not serve me.
http://ladyrosier.tumblr.com

62 Re: Castelo Branthèse em Ter Jul 26, 2016 11:45 pm

Elyss

avatar
Admin. Elyss
Admin. Elyss


Ela saiu do carro e logo ergueu mão para proteger os olhos do flash das câmeras. Viu os irmãos mais velhos lidarem com a mídia com habilidade, apresentando mais cortesia e educação do que estavam acostumados quando lidando com nobres de Loriath. Não demorou muito para que Edith tomasse seu lugar segurando o braço de Alzack, sorrindo inocentemente, mas dificilmente se atrevendo em interferir no que dizia.

"Sabe que não precisa dizer nada para que falem o que ela quer que digam." ela pensa, e não pode deixar de erguer uma sobrancelha, intrigada.

Foi só quando um flash refletiu diretamente em seu rosto que ela foi pega de surpresa, olhando na direção dos fotógrafos com fúria estampada nos olhos. Não precisou mais do que isso para que as câmeras começassem a derreter e que o ar começasse a esquentar, a ficar abafado demais. Mais alguns minutos assim e o local se assemelharia a um vulcão.

- O show acabou. - ela fala entredentes na direção de Vesimir.



Ela chega com o carro e demora alguns segundos antes de descer, respirando fundo antes de abrir a porta e sair do abrigo e privacidade do veículo da família. Estava acostumada a receber a atenção da mídia, mas de um ano para cá, as mesmas experiências pareciam novas. Não é todo dia que se é assassinada e ressuscitada, e isso deixa marcas em qualquer um.

Com sorte, ela não precisou lidar com tanta atenção. O pequeno ataque de Isylia chamara atenção o suficiente, e a maioria das pessoas tentava entender o que tinha acontecido. Achou a mãe sem problema e se aproximou com calma e sutileza, tendo o caminho aberto para si quando se davam conta de quem se tratava. Realizou uma vênia respeitosa assim que ficaram frente à frente, trocando poucas palavras, com ela ficando ao lado da mãe para terminar a pequena exposição à mídia. Os maiores comentários eram sobre seu vestido, a maioria perguntando de quem era a autoria do traje, que ela respondia com calma e paciência, mesmo que tivesse sido atropelada duas ou três vezes.




Because the Dazzling Sun
http://scattered-rose.tumblr.com/

63 Re: Castelo Branthèse em Qua Jul 27, 2016 12:40 am

Alaena

avatar
Admin. Alaena
Admin. Alaena

Vendo a pequena explosão de Isylia e o calor subindo, ele usa seu poder sobre a lua para esfriar o lugar, voltando a temperatura nornal, pelo tempo que Vesimir precisasse para parar quando acompanhante. Lysandra, nunca uma de ficar quieta, empurrou Vesimir nada direção dela e reclamou com ele. Já Alzack conduziu Edith para cumprimentar Lady Von Crimson.


- Calma, calma, vamos entrando sim?- Ele diz para Isylia após ser empurrado por Lysandra. Não queria ir, mas era melhor do que ter sua acompanhante aparecendo nos jornais e falando do atentado dela contra a mídia.




I burn, I freeze; I am never warm.
I am rigid; I forgot softness because it did not serve me.
http://ladyrosier.tumblr.com

64 Re: Castelo Branthèse em Qua Jul 27, 2016 1:18 am

Elyss

avatar
Admin. Elyss
Admin. Elyss


Já estava terminando de falar com as pessoas antes de prosseguir e entrar no salão quando o herdeiro dos Aelroth se aproxima junto de seu par, então ela se detém. Podia ser apenas um jovem, mas ela não faria a desfeita de ignorá-lo ou apenas retornar a falar com ele dentro do evento - seria, acima de tudo, deselegante. Ela os recebeu e, após se cumprimentarem, perguntou da família enquanto olhava Edith de cima a baixo. Se ela percebeu a simplicidade do conjunto, especialmente quando comparados com os da filha logo ao lado, não fez qualquer questão de comentar ou realizar qualquer insinuação constrangedora - algo que qualquer um que compartilhasse de seu desafeto sabia que ela podia ser muito boa em fazer.

Ao final, ela até achou-se divertida pelo casal, por vários motivos. Quando se referiu diretamente a Edith, pegando a jovem de surpresa, recebeu respostas diretas e cordiais, o que agradava e muito alguém de Loriath que acabava se acostumando com longos discursos desnecessários no formato de respostas. Não era boba, e sabia quando alguém estava querendo agradá-la, mas o que mais lhe chamou atenção foi... Bem, se atrevia a dizer que conseguia enxergar a si mesma nela. Até garantiu um elogio à jovem, o que fez Esther arregalar os olhos em surpresa.

Afinal, ela não tinha elogiado a filha.




Because the Dazzling Sun
http://scattered-rose.tumblr.com/

65 Re: Castelo Branthèse em Qua Jul 27, 2016 1:44 am

Alaena

avatar
Admin. Alaena
Admin. Alaena
Isylia não precisaria se preocupar com a atenção por mais tempo, porque assim que o carro dos Aelroth saiu, outro tomou seu lugar: longo e branco, com detalhes vermelhos e azuis, e um aerofólio atrás que lembravam asas. Um Pégaso prateado estava entalhado no para choque. 

O Príncipe de Tellius havia chegado.


Um dos manobristas abre a porta e ele desliza para fora com rapidez e graça, agradecendo ao homem que abrira a porta. Trajava o uniforme militar, o casaco azul marinho com os botões, ombreiras e bordados vermelhos na manga, as medalhas brilhando no seu peito. Calça branca e sapatos negros completavam seu visual. O visual, Unido ao seu ar elegante e a beleza o faziam parecer um príncipe dos contos de fada.

Parou para falar com os jornalistas e tirar fotos, respondendo às perguntas que podia e fazia sentido responder. Até que um deles indagou sobre Esther e apontou para onde ela estava. Reynald sentiu o sangue gelar. Não queria chegar no mesmo que ela para evitar comentários, mas parece que havia falhado. Ele tinha toda intenção de falar com ela, mas dentro do Castelo, sem estar rodeado de fotógrafos.

Havia muito a ser explicado e pouco que poderia dizer a ela pela falta de contato no último ano, pelo menos por enquanto. Entretanto, quando a viu ali, tão perto de si, ele sentiu vontade de deixar tudo de lado, caminhar até ela e tomá-la em seus braços, embebedar-se com o seu perfume e não deixá-la mais ir para longe.

E ele talvez tenha se permitido um deslize, porque ficara olhando para ela por algum tempo, como se um anjo houvesse descido dos céus estivesse ali, pura adoração em seus olhos heterocromáticos.




I burn, I freeze; I am never warm.
I am rigid; I forgot softness because it did not serve me.
http://ladyrosier.tumblr.com

66 Re: Castelo Branthèse em Qua Jul 27, 2016 2:51 am

Elyss

avatar
Admin. Elyss
Admin. Elyss


Não foi difícil notar alguém a encarando, especialmente quando a chegada era tão distinta quando a do próprio príncipe de Tellius. Seus olhos se encontraram, e ela sentiu todas as mágoas morrerem na garganta - ao mesmo tempo que queimavam ali, como uma última forma de seu orgulho querer se expressar - ao mesmo tempo que se tornava incapaz de responder a mais nenhuma pergunta, só sendo retirada do momento quando um jornalista insistente repetiu a pergunta, e ainda assim respondeu de forma vaga.

Antes que pudesse pensar em voltar a olhar para ele ou fazer outra coisa, a mãe chamou por seu nome e fez sinal para que a acompanhasse para dentro do salão. Havia terminado de falar com a mídia e de cumprimentar os convidados que importavam, ou melhor, estava farta de lidar com os primeiros, e não ficaria plantada do lado de fora recebendo os conhecidos. Talvez a embaixadora não tivesse notado o príncipe, ou talvez tivesse, mas isso remanesceria um mistério.



Adentrou do salão e encarou o funcionário encarregado de apresentá-la de cima a baixo, logo de seguida focando-se em olhar para frente.

"Apresentando Lady Astrid Renoir, dama da Grande Casa de Von Crimson, Embaixadora oficial do reino de Loriath em Ekalyon e sua filha, Lady Eshter Demèthris Lennartz, herdeira da Grande Casa de Von Crimson."

Foi recebida com cortesia pelos que já se encontravam aproveitando a festa, falando com a maioria daqueles que se aproximavam para cumprimentá-la, já mudando a forma que antes havia apresentado. Estava visivelmente mais fria e isenta, respondendo a perguntas da forma menos pessoal e o mais profissional possível. Era exatamente essa mulher que os nobres esperavam, a quem Esther chamava de mãe.

Quando chegou até Len e Sophie, os cumprimentou com educação, apresentando seus serviços ao agora Rei em nome de Loriath, sua terra natal. Foi seguida da filha, que se curvou diante dos dois de maneira mais natural e cortês diante dos dois - ela, por sua vez, não guardava tanto rancor de nenhum deles, mesmo que tivesse sido diretamente afetada.

- Sua Majestade, senhorita Artwaltz. - ela diz. - Confio que seremos capazes de trabalhar pela prosperidade de ambos os reinos. - ela continua, seguindo o protocolo de um tipo de "acordo" com o monarca com quem negociaria e discutiria, ainda que, pela idade, talvez tivesse de interagir pouco com o mesmo.




Because the Dazzling Sun
http://scattered-rose.tumblr.com/

67 Re: Castelo Branthèse em Qua Jul 27, 2016 5:30 pm

Alaena

avatar
Admin. Alaena
Admin. Alaena


"Apresentando Lorde Alzack Lieven, Herdeiro da Grande Casa de Aelroth, Lieutenant to de Reino de Loriath, acompanhado da senhorita Edith Saren'Yiven."

Não surprendente, o anúncio gerou uma pequena comoção nas jovens moças do salão. Não importava que os irmãos estivessem devidamente acompanhados, ainda tentariam jogar seu charme para cima deles. Alzack ajudou Edith a descer a escadaria, cumprimentando todos os que vinham falar consigo a caminho do Rei, fazendo as apresentações necessárias e negando qualquer insinuações maldosa quanto a presença deles e dos irmãos Black. Terminaram o caminho e cumprimentou o Rei e Sophie educadamente, sem mostrar nenhuma hostilidade.



"Apresentando Lorde Nikolai Makariy, da Grande Casa de Aelroth, Sargeant do Reino de Loriath, acompanhado por Lady Lysandra, Herdeira da Casa de Hrimdunleth."

Como segundo mais velho, Nikolai também foi alvo de várias perguntas, e mais garotas ainda avançavam nele com insinuações para si e elas que fizeram Lysandra questionar se elas não tinha vergonha na cara. O garoto agradeceu pela prima ao seu lado tomar as rédeas da situação, porque ele próprio não tinha certeza de como mandar aquelas alpinistas sociais para longe de si. No caminho, Lysandra quase tropeçou no salto, acatando risadas de quem estava ao redor, mas ela ergueu o nariz e continuou, cumprimentando Len educadamente, mas um pouco sem jeito, em contraste com o sorriso e naturalidade de Nikolai.



"Apresentando Lorde Vesimir Helvar, da Grande Casa de Aelroth, acompanhado por Lady Isylia Naeria, herdeira da Grande Casa de Di'Hérbzt."

Vesimir odiava o fato de ser o mais novo dos três. Afinal, o que tem um terceiro filho de interessante para falar que os outros dois já não tinham? Era um absurdo que não lhe dessem tanta atenção, nem as mulheres! Claro, ele só se importava de fato com Isylia, mas ter a mesma atenção recebida dos irmãos seria ótima para sua publicidade. Outra coisa que o irritou foi o fato de falarem mais com a acompanhante do que com ele mesmo, e algumas vezes se intrometeu numa conversa só para reafirmar que ele também importava, e muito. Assim fizeram o caminho até Len, a quem Vesimir cumprimentou de uma forma espalhafatosa até demais.




I burn, I freeze; I am never warm.
I am rigid; I forgot softness because it did not serve me.
http://ladyrosier.tumblr.com

68 Re: Castelo Branthèse em Qua Jul 27, 2016 7:18 pm

Elyss

avatar
Admin. Elyss
Admin. Elyss


O carro preto parou na entrada e dele os três membros da família desceram juntos. Todos ali eram parecidos uns com os outros, de uma semelhança inegável, mas a figura adulta era a que mais se diferenciava dos jovens. Possuía algumas cicatrizes no rosto, visíveis na forma de linhas em que a pele se sobressaltava e se diferenciava do resto, fruto de diferentes formas de cura.

A chegada do Ministro de Wyndus, por si só, talvez não chamasse tanta atenção frente a outros convidados ilustres que chegavam, mas o fato de estar acompanhado dos sobrinhos fez com que uma pequena onda de fotógrafos e jornalistas se aproximassem do trio: uma fofoca própria de Ekalyon era mais impactante do que muitas outras. Respondeu apenas as perguntas que foram sensatas ou relevantes, ignorando de maneira não-tão discreta outras abordagens mais cretinas.

As cores de seu traje seguiam o preto e branco tradicional das festas, destacando como peça de cor o casaco em azul-escuro por cima da roupa, com revestimento em um beige próximo do dourado. Estampado no casaco, apenas algumas medalhas pelos seus serviços, mas, além das cores na roupa, não estava à vista nenhum símbolo oficial dos Alterèsia.

Não queria incendiar as fofocas que envenenavam a cunhada sobre suas "tentativas de roubar o lugar do irmão" e, subsequentemente, dos sobrinhos. Foi a pedido dele que eles usavam os símbolos do lírio e da meia lua na roupa, de forma a evidenciar que eles eram os herdeiros da casa. Ele havia perdido parte desse direito a muito tempo, e as condições em que isso acontecera ainda o assombravam.



Apesar de terem insistido em se encontrar com o tio na entrada, Geraint sabia ser tão cabeça-dura quanto a própria irmã, ou ele mesmo, quando se sentia contrariado. Algo de família, cogitou. Demoraram mais do que o esperado, mas não parecia que haviam perdido muita coisa.

Não ganhou muito destaque e tinha que admitir que precisava agradecer tanto o tio quanto a irmã por isso, dificilmente sendo o alvo dos fotógrafos ou das perguntas constrangedoras da mídia. No entanto, as jovens representavam outro problema que só ele podia resolver, e tentou se afastar da maneira mais educada o possível das mais assanhadas que se aproximavam. Aparentemente, já era de conhecimento público que ele seria o herdeiro da família, e ele ficou pensando em como essa notícia acabou saindo de dentro de casa.




Because the Dazzling Sun
http://scattered-rose.tumblr.com/

69 Re: Castelo Branthèse em Qua Jul 27, 2016 7:34 pm

Alaena

avatar
Admin. Alaena
Admin. Alaena

"Apresentando Sua Alteza Real, Príncipe Reynald Chésare La Fère de Orleáns do Reino de Tellius, Lorde do Exército Real."

É claro que a chegada se um outro membro da realeza, um tão bem quisto internacionalmente quanto Reynald, teria um impacto relevante no salão, especialmente pelo fato de estar desacompanhado. Germaine se oferecera para o lugar, ainda que só para espantar pretendentes assanhadas, mas ele negara. Não queria que nenhuma fofoca surgisse quanto a ele e a ela, não seria algo bom para seus planos, não com Maine sendo uma La Fère.

Atravessou o salão falando com apenas alguns dos que falavam consigo, se fosse falar com todos dificilmente chegaria a Len e a Sophie. As mulheres foram persistentes, para sua frustração, e ele teve de se controlar para dizer que ele só tinha interesse em uma única pessoa nesse baile e não era nenhuma delas. Com tanto e paciência Reynald abriu o caminho até o Rei, cumprimentando o velho amigo e sua acompanhante com um sorriso, desejando-lhe um longo e próspero reinado e que as boas relações entre os reinos continuassem.

Terminada as introduções, Reynald abriu caminho para os outros que chegavam, indo em direção à suntuosa mesa de frios, procurando uma certa garota de cabelos brancos em seu caminho.




I burn, I freeze; I am never warm.
I am rigid; I forgot softness because it did not serve me.
http://ladyrosier.tumblr.com

70 Re: Castelo Branthèse em Qua Jul 27, 2016 9:59 pm

Elyss

avatar
Admin. Elyss
Admin. Elyss


Após cumprimentarem o Rei, ainda teve de acompanhar a mãe para cumprimentar mais outros nobres, bem como, assim como ditam as normas de cortesia, ser apresentada e conversar com jovens em volta de sua faixa etária. Dentre as pessoas mais marcantes, ela destacaria a conversa com a própria Ashelia, de respostas práticas e simples, e a com os irmãos Black. Lembrava-se vagamente de Athenodora Black, mas soube distinguir traços da avó no mais velho, Armand, mas fez questão de ser cautelosa quando ele falava consigo, não tendo certeza de até que ponto as ações eram as traduções do que se passava pela sua cabeça.

Isla era outra história. A filha mais nova de Alphard era mais... Brutal, para descrevê-la de maneira fiel, e se não fosse as censuras veladas do irmão, estaria dizendo coisas ofensivas sem se importar. Foi só quando a garota começou com as insinuações nem um pouco moderadas sobre 'como um nativo de Loriath tinha o dever de escolher o curso Especial enquanto estudasse em Ekalyon' que ela se deu ao luxo de se retirar para comer ou beber alguma coisa. No caminho pegou uma taça de água gelada, apoiando-se na primeira mesa que encontrou, a de frios, pelo que conseguiu perceber, para apertar a têmpora com o cenho franzido, respirando fundo lentamente.



Acompanhava Alphonse de perto, dificilmente soltando o braço dele - ora por insistência sua, ora pela dele mesmo. Quieta na maior parte do tempo, não interferia a não ser que Al parecesse estar com problemas - geralmente quando um nobre aproximava-se fazendo perguntas cretinas sobre economia ou outros assunto que, obviamente, um jovem de 13 anos, príncipe ou não, não era capaz de responder.

- Está tudo bem? - ela perguntou, quando parecia que a movimentação em volta dos dois parecia ter diminuído. Agradeceu pro terem chegado mais cedo que a maioria, pois permitia que a cada novo nobre ou convidado distinto que chegasse fosse o centro das atenções no lugar deles.




Because the Dazzling Sun
http://scattered-rose.tumblr.com/

71 Re: Castelo Branthèse em Qua Jul 27, 2016 11:57 pm

Alaena

avatar
Admin. Alaena
Admin. Alaena

Quando o carro negro oficial do embaixador de Aurelis parou em frente ao Castelo, os fotógrafos amontoaram-se próximos a linha divisórias, ansiosos por um vislumbre dos três integrantes da família. Na maioria das vezes poderia se esperar algo dos Lennox, eles tinham uma fama por um motivo, e embora Cesare se encaixa-se nos padrões mais tradicionais, Irma os quebrava completamente.

Então, quando Cesare ajudou a mulher e a filha a saírem, os tablóides sabiam que teriam um prato cheio. Irma Lennox não teve medo de responder as perguntas feitas sobre seu inusitado uniforme militar e sobre os novos acordos comerciais que havia firmado para a Federação de Comércio, e aproveitou para anunciar a compra de uma nova empresa em Hoirisen. Publicidade que faria o preço das ações subirem. Cesare respondia as perguntas sensatas sobre os acontecimentos em seu reino, e falou muito por cima sobre o que pretendia alcançar como embaixador.

Phoebe era elogiada pelo seu vestido, alguns descreviam como um "Estouro". Ela apenas ria e respondia as perguntas, e assim como o pai e sua mãe mostrava uma maestria na arte de manipular as respostas para seu próprios interesses. Alguns apontaram e falaram do vestido ultrajante, mas ela os ignorou. Usaria o que quisesse. 

Terminaram na entrada e partiram para dentro, e o anunciante engasgo ao vê-Los.

"Apresentando Sua Graça Duque Cesare, chefe da Grande Casa de Lennox, Embaixador do Reino de Aurelis em Ekalyon, acompanhado de sua esposa, Lady Irma da Casa de Lennox, Presidente da Federação de Comércio e Lorde à Serviço do Reino de Aurelis, e de sua filha, Lady Phoebe da Casa de Lennox."

A chegada de um dos convidados mais especiais da noite combinada com a aparência de Phoebe e Irma fez os comentários acenderem e se alastrarem como fogo em palha. Cesare desceu as escadarias flanqueado com pelas mulheres de sua vida, xumprimentando e falando com todos que se dirigiam a eles. A esposa e a filha de divertiam com os elogios falsos, rindo e desviando propostas a Phoebe.

Chegaram até o Rei com uma velocidade impressionante, não porque dispensavam os presentes, mas porque os três, juntos, eram um time eficiente e que sabia como lidar com a multidão.

- Majestade, Senhorita Artwaltz. - Cesare disse com suavidade, curvando-se junto às suas companhias.- É uma honra estar aqui, espero que possamos trabalhar juntos para beneficiar ambos os nossos reinos.- Ou só Aurelis. Não tinha interesse em Ekalyon.



Aproveitando a falta de movimentação, ele guia Valary para junto das paredes, longe do centro da atenção, aproveitando o pequeno frisson que a chegada do Lennox causara, o que já era normal.

-Estou bem sim. - Ele responde em voz baixa.- Nada que já não passei antes. E você, Val?




I burn, I freeze; I am never warm.
I am rigid; I forgot softness because it did not serve me.
http://ladyrosier.tumblr.com

72 Re: Castelo Branthèse em Qui Jul 28, 2016 2:30 am

Elyss

avatar
Admin. Elyss
Admin. Elyss


A chegada dos Lennox não só causou comoção por todo o salão, como também enviou ao príncipe de Aurelis um frio na espinha. Os Lennox não eram só influentes, como também notáveis servos leais da coroa, e não podia evitar de falar com eles, ou que eles viessem falar consigo. Geralmente, não eram agressivos ou desrespeitosos, mas o deixavam inquieto.

Ele pegou duas taças de bebidas não-alcoólicas, uma para si e outra que ofereceu à Clarisse, criando uma desculpa para não continuar todas as conversas que pareciam serem invocadas ao redor de si. Adorava lidar com as pessoas, mas não quando se sentia pressionado, e naquele mesmo salão estavam Cesare Lennox e Mariabelle Ashënnbert Vi Alstraim. Que a deusa o ajudasse.



Ela não disfarça um suspiro pesado, mas abre um sorriso cansado e, no entanto, verdadeiro. Podia não ser a mais aprazível das ideias de como passar o tempo - para ela, uma xícara de chá e um bom livro de história ou magia eram parte do cenário perfeito -, mas a presença de Al fazia tudo aquilo parecer suportável e, além do mais, ter um propósito.

- Estou bem, a música está ótima. Encantadora. - ela responde, ainda sustentando o sorriso. Estava sendo sincera, mesmo que não pudesse elogiar da mesma forma a maioria das companhias com as quais teve contato até então.




Because the Dazzling Sun
http://scattered-rose.tumblr.com/

73 Re: Castelo Branthèse em Qui Jul 28, 2016 3:27 am

Alaena

avatar
Admin. Alaena
Admin. Alaena

Quando o carro negro trazendo Rhaegar e Daenerys parou diante do castelo, o mundo pareceu parar. O Ministro comparecia a diversos eventos sociais, mas a filha era outro história. Havia pouquíssimas fotos da herdeira oficial de Vulcanus, e ainda menos informações- o Senhor dos Dragões fizera um ótimo trabalho em proteger e manter a privacidade de sua filha querida por tanto quanto pode. Entretanto, chegara na idade de aparecer nas festas e nos bailes, de procurar alguém para ser seu futuro ministro e propagar a linhagem.

Então, quando Rhaegar saiu do carro e Daenerys veio logo depois, e os dois ficaram lado a lado, tão parecidos com seus cabelos castanhos e olhos verdes brilhantes, o mundo explodiu em luz. Rhaegar sentiu a mão da filha apertar a sua com mais força, e ele retribuiu o gesto. Sabia que ela não estava acostumada com a exposição, e ele não era Aenya, que sabia perfeitamente bem como lidar com os filhos. Era o mínimo que podia fazer. Esperava que Aegon não os deixasse esperando com essa pessoas por muito tempo.

Por sorte, Aegon chegou pouco mais de cinco minutos depois, e Rhaegar teve de se controlar para não avançar nele. Depois de tanto tempo tentando mudar a imagem do filho, que ainda não estava impecável após os acontecimentos dos dois últimos anos, ele aparecia com o carro novo. Porque ele ainda estava surpreso da desobediência? Típico, típico de Aegon. Daenerys não parecia muito preocupada, a face dela simplesmente se iluminou ao vê-lo e correu para abraçá-lo. Soltando um suspiro resignado, Rhaegar foi até os filhos, deu um breve abraço em Aegon e murmurou no ouvido do filho que conversaria sobre isso depois.

A mídia já teria demais o que falar deles, e por isso os três Gaerntheon entraram sem mais se dirigir a eles. O anunciante gelou ao ver Rhaegar, e ele apenas sorriu.

"Apresentando Sua Graça o Grão-Duque Rhaegar da Grande Casa de Gaerntheon, Ministro de Vulcanus, Cavaleiro de Aerhyos, o Dragão do Pavor, acompanhado por seus filhos, Lady Daenerys, Herdeira da Casa de Gaerntheon e Amazona de Brongaa, Deus Dragão do Purgatório, e Lorde Aegon da Casa de Gaerntheon, Cavaleiro de Saeryax, Dragão do Fogo Selvagem e Lieutenant à serviço do Reino de Ekalyon."

Como era de se esperar, o salão caiu em um breve silêncio ao presenciar os três membros restantes da família juntos, em seus rubis de fogo e ouro negro, a coroa na cabeça de Daenerys algo digno de uma Imperatriz. Rhaegar abriu um sorriso de lado, descendo as escadarias, seus filhos logo atrás de si, Dany nervosa demais para sequer sorrir e Aegon tenso. Quem já conhecia o Senhor de Vulcanus sabia mais do que intrometer-se quando ainda não tinha falado com o Rei, e quem o fazia era recebido com um sorriso de lado e um pedido cheio de veneno para sair da sua frente.

Até que seus olhos caíram sobre uma dama de roxo e dourado, e o ódio guardado a anos subiu a sua cabeça. Ela não abriu o caminho como os outros.

- Hyperion.- Ele a cumprimentou, em alto em bom tom, com todo veneno que podia, e deleitou-se ao ver Yerina, com todos os olhares em si, fraquejar um pouco. Bom. Ele queria que os Hyperion queimassem, que se lembrassem do que fizeram com eles, do que os fizeram passar.

Mas ela se recobrou, e num tom de voz igualmente alto, respondeu com um "Gaerntheon", em um tom neutro que fez o sangue de Rhaegar queimar. Não perderia mais tempo com ela, por enquanto. Desviando o olhar, seguiu seu caminho até o rei e a menina Artwaltz, e apesar de ser cortês com o Rei, com ela não foi nada senão frio, beirando a hostilidade, embora seus filhos houvessem agido de forma muito mais agradável.


Ela não perdeu tempo antes de se desvencilhar dos que a cercavam, educadamente pedindo licença e atravessando o salão, aproximando da filha - que deveria em sua opinião, estar usando cores mais escuras, honrando os Ashënnbert, não o verde e branco angelical e puro dos Alstraim- e do, se tudo saísse como o planejado, futuro genro. Claro, a herança passaria para Kitty - que os Deuses a ajudassem-, mas ela tinha o sangue, e Mariabelle preferia ter sua menina como Rainha. Como era doce saber que sua Clarisse seria mais uma na lista das Rainhas que sua família gerou.

Ao ver a mãe se aproximando, Clarisse, como a boa menina que era, apertou o braço do Príncipe com mais força antes de soltá-lo e avançar, abaixando a cabeça para si, como a filha bem comportada que era. Abrindo um sorriso satisfeito, ela posicionou-se diante do casal, seus olhos brilhando como o de uma víbora com a presa encurralada.

- Minha filha querida.- Ela falou com toda a satisfação que sentia, abraçando uma rígida Clarisse. Escondida pelo cabelo da filha.- Está belíssima, mas isso não é nenhuma novidade.- Abriu um sorriso arrogante, dando um pequeno tapinha no ombro da mais nova, e virou-se para Leo, fazendo uma vênia.- Alteza, é bom vê-lo novamente após minha última visita a Aurelis.- Ela disse com falsa doçura.- E na companhia de minha Clarisse.




I burn, I freeze; I am never warm.
I am rigid; I forgot softness because it did not serve me.
http://ladyrosier.tumblr.com

74 Re: Castelo Branthèse em Qui Jul 28, 2016 11:08 am

Elyss

avatar
Admin. Elyss
Admin. Elyss


Com a chegada de Mariabelle ele manteve um sorriso simpático estampado nos lábios, como se tivesse todo o prazer do mundo em estar com a mãe de Clarisse ali. Claro, não se tratava de uma completa mentira - a nobre era mãe de Clarisse, versada e elegante, e caso você tivesse a capacidade de se encontrar entre seus afetos, ela não era tão... Bem, venenosa.

Ainda assim, ele não podia deixar de pensar que se Mariabelle mordesse a própria língua, não havia curandeiro que pudesse salvá-la.

- Senhora Ashënnbert Vi Alstraim, a oportunidade de encontrá-la sempre é encantadora - ele retribui o cumprimento, tomando uma das mãos dela e beijando as costas de forma cortês. - Recebê-las em Aurelis é um prazer que eu tenho a honra de monopolizar. - ele continua.



Ela toma uma bebida com a chegada dos Gaerntheon, especialmente quando ouviu a maneira como Aegon havia chegada no baile. Tipicamente inusitado. Durante a apresentação dos membros da família, então, ela não se segurou e rodou os olhos quando se referiram ao colega.

" 'Cavaleiro de Saeryax', pelos deuses ele é tão pretensioso. Não sabe montar nem uma lagartixa com sela." ela pensa, bebendo da taça para disfarçar a expressão enjoada.

Ela atravessou o salão e preferiu encontrar a segurança de uma parede, ao lado de uma das janelas, e recostar-se ali. Como havia previsto, o evento era largamente desnecessário, dado o número de conversas irrelevantes que fora forçada a ter até então - as quais ela não se importou de definir como tal. Assim como Lysandra dos Hrimdunleth, não se importava de ser sincera em um meio em que todos pareciam adorar uma mentira.




Because the Dazzling Sun
http://scattered-rose.tumblr.com/

75 Re: Castelo Branthèse em Qui Jul 28, 2016 12:54 pm

Alaena

avatar
Admin. Alaena
Admin. Alaena

O carro da família mal parou em frente ao Castelo e Orinthia já saíra porta afora. Não se fazia de rogada diante dos jornalistas, posando para as fotos e respondendo toda e qualquer pergunta jogada em sua direção, corrigindo se fosse necessário, mas não negava nada. Era típico da mãe, aquela personalidade simpática, aberta e extravagante que os tabloides amavam. Levy duvidava que houvesse uma edição deles sem ter ao menos uma menção à mãe desde de seu baile de debutante, aos quinze anos.

Levy, assim como a mãe, nascera para os holofotes, mas possuía todo o finesse e elegância que ela faltava. Era a Diretora de Hainslef e tinha uma imagem a cultivar como modelo de saúde, beleza, poder, elegância e bom-gosto para seus alunos. Seu vestido, feito com um forro da cor de sua pele com um tecido preto com brilho dourado semitransparente cheio de pedrarias, era moderno e sexy na medida certa, o coque bem feito deixando os olhos maquiados de dourado e bege bastante expressivos. Frank era tão fino quanto ela, exceto quando alguém apertava um de seus botões, o irmão não tinha problemas em revelar o temperamento esquentado.

Se permitiram demorar na entrada, mais por insistência de Orinthia, até que finalmente entraram e passaram os nomes ao anunciante.

"Apresentando Lady Orinthia da Casa Lockser, acompanhada de seus filhos, Lady Levy, Diretora da Escola de Magia de Hainslef e Lorde Francis, ambos da Casa Lockser."

Orinthia logo desceu as escadarias, com ela e Frank logo atrás, e começaram a fazer seu caminho até o rei. No entanto, se Levy sabia desviar dos cumprimentos desnecessários e tentava chegar até lá, Orinthia dava um passo e parava para falar com alguém. Será possível que não havia uma pessoa nesse salão que ela não conhecesse? Deuses, Levy não fazia a mínima ideia de como ela conseguia.

Só chegaram até o rei porque uma hora Francis se irritou com a demora e tomou a dianteira, abrindo caminho contra uma muito contrariada Orinthia, mas que, presa entre os dois filhos, só pôde reclamar, embora qualquer mal humor tivesse desaparecido ao estar diante do rei e da companhia, cumprimentando-os e elogiando-os alegremente, sem um pingo de falsidade. Levy e Francis mantiveram-se ao protocolo, no entanto.


Desde que entrara no Baile, do topo da escada, ele havia procurado a figura de Ashe, o que não foi muito difícil de encontrar, poucas eram as cabeças brancas com o mesmo porte dela. Não conseguiu conter o sorriso largo ao vê-la toda produzida, magnífica, ainda que ele a preferiria em roupas de batalha, ou sem nenhuma. A visão foi o suficiente para fazê-lo esquecer da apresentação e do fato que Rhaegar tinha que enfiar todos os títulos possíveis nele. Pobre Saeryax, ele sabia, não gostaria da exposição.

No momento em que saíram da frente do rei ele se desvencilhou do pai e da irmã e foi em direção a Ashe, agora próxima à parede, com o mesmo sorriso de idiota apaixonado que estava quando a viu algum tempo antes.

-A noite já valeu a pena.- Ele afirma enquanto a observa mais de perto. Era tão bom vê-la em um vestido , diferente do usual.




I burn, I freeze; I am never warm.
I am rigid; I forgot softness because it did not serve me.
http://ladyrosier.tumblr.com

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 3 de 9]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum